terça-feira, 25 de maio de 2010

A greve dos 4 dias – e todos à manif!


Não foi para Maio, mas para Junho, que os sindicatos marcaram a greve dos “quinze dias”, apesar de terem dito (o SEP) que o mês de Junho não seria o melhor já que muitos colegas estarão em férias. Será a greve “alfa e beta” da enfermagem, aquela que decidirá do futuro da luta, ou seja, da resolução, ou não, dos nossos problemas relacionados com a nova carreira.

Mas, afinal, não são 15 dias, como já se sabia, mas apenas 4, incluindo a manifestação nacional do dia 18, o último dia greve e o único que é para TODOS os enfermeiros, os dos “blocos operatórios” e os dos “serviços restantes”. É, apesar de tudo, um avanço em relação às duas últimas greves, principalmente em relação à última (a famosa “Greve da Páscoa”).

Mas, atenção! As reivindicações pelas quais os sindicatos (e realçamos os sindicatos) lutam já não são as mesmas que levaram à admirável greve de Janeiro, mas que os sindicatos trataram logo de travar. Na sua contra-proposta de Abril, a CNESE abre mão da reivindicação principal de aumento de 490 euros para todos os enfermeiros na transição para a nova carreira, como forma de compensar a não subida na velha e actual carreira devido ao tempo que esteve e depois voltou a estar congelada (lembramos que há colegas que não sobem há 8 anos e foram prejudicados em mais de 400 euros, outros há que não subiram por um ou dois dias).

Continua-se a falar na dita “Contra-proposta” em “Contagem do tempo de serviço para todos os Enfermeiros, para efeitos de mudança de Posição Remuneratória; Valorização económica dos Enfermeiros detentores do título de Enfermeiro Especialista; Transição para a nova Carreira que evite situações de injustiça relativa; Mudança de posição remuneratória de 3/3 Anos/ Menções (regra); Contagem de tempo de serviço; etc.”. Mas não sabemos até onde vai a coragem e a determinação dos “nossos” dirigentes sindicais (lembramos que muitos deles estão no último escalão de “enfermeiro graduado” ou são “chefes”, movendo-se assim mais pelas suas motivações pessoais).

Na convocatória para a manifestação do próximo sábado (dia 29) promovida pela CGTP, o SEP diz para os enfermeiros deixarem de “estar sentados” e participarem na dita manif, mas deve-se esclarecer que quem tem estado com o rabo descansado tem sido exactamente esses mesmos dirigentes sindicais, alguns dos quais profissionais do sindicalismo e afastados há muitos anos do trabalho de enfermagem; a grande maioria dos enfermeiros desde há muito que está disposta a travar o combate.

Nós, MOVES, apelamos à participação total e entusiasta na greve de Junho e, por que não?, na manif de sábado, mas (mais outro MAS!) com a ideia e objectivo firme de se preparar para breve uma GREVE GERAL NACIONAL, forma de intensificar e generalizar a luta contra este governo que, desde o início, fez a promessa de nos (todos os trabalhadores portugueses e uma boa parte do povo português) atirar para a mais completa e definitiva miséria.

2 comentários:

Kaos Infermático disse...

manif. do dia 29:perto de 300 000!

OUTUBRO SEMPRE PRESENTE disse...

GOSTARIA QUE O (S) CARO (S) COLEGA (S) SE IDENTIFICASSE (M). MAIS, NA BASE DA ACÇÃO REIVINDICATIVA É NECESSÁRIO CONHECERMOS TODAS AS REALIDADES, A COMEÇAR PELO LOCAL DE TRABALHO DE CADA UM DE NÓS, POSSO AFIRMAR QUE SOU DIRIGENTE DO SEP, PERTENÇO À ULS GUARDA, EPE - HSM. CONHEÇO BEM A REALIDADE TAL COMO OS DEMAIS DIRIGENTES SINDICAIS DO SEP. GOSTARIA DE CONHECER O VOSSO PERCURSO REIVINDICATIVO. QUANTAS GREVES FIZERAM CONVOCADAS PELA FRENTE COMUM DOS SINDICATOS/CGTP-IN QUANDO COMBATÍAMOS A LEI DE CARREIRAS VÍNCULOS E REMUNERAÇÕES, QUANTAS GREVES FIZERAM NO COMBATE ÀS ALTERAÇÕES SOBRE A LEGISLAÇÃO DO TRABALHO E TODO O PROCESSO REIVINDICATIVO EM TORNO DA CARREIRA. JÁ AGORA ALERTO QUE MATÉRIAS COMO A AVALIAÇÃO, REGRAS DOS HORÁRIOS DE TRABALHO, ENTRE OUTRAS NÃO SÃO DE SOMENOS IMPORTÃNCIA. JÁ AGORA IMPORTA REFERIR QUEM SE "VENDEU" NAS ALTERAÇÕES DO CÓDIGO DE TRABALHO, VÍNCULOS, CARREIRAS, AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO, E UM SEM NÚMERO DE MATÉRIAS FORAM OS SINDICATOS AFECTOS, OU FILIADOS À UGT.

AO DISPOR PARA CONTINUARMOS A LUTAR PELA DIGNIFICAÇÃO DA ENFERMAGEM! É JÁ AMANHÃ! FAÇO GREVE E VOU A LISBOA! ESPERO POR VÓS LÁ FRENTE AO MINISTÉRIO DA SAÚDE! PODEMOS PARTIHAR ESSE MOMENTO DE LUTA!
SAUDAÇÕES SINDICAIS!
HONORATO ROBALO

TAMBÉM ESTIVE NA MANIF DO DIA 29 DE MAIO DE 2010- GRANDE MANIFESTAÇÃO PARA A MUDANÇA DE RUMO